Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \08\UTC 2009

A Religiosa

A RELIGIOSA PORTUGUESA, o filme de Eugene Green, é possivelmente o melhor do que se viu. Mas há algo de curioso dentro do filme. São mais que evidentes, até pela presença em si, o fato do filme possuir relações com outro filmasso mas não desta Mostra, o AQUELE QUERIDO MÊS DE AGOSTO. A equipe está lá, o diretor está lá; mas é possivel se ir mais longe. O Miguel Gomes, que ouve um fado, fez em seu filme o que se não uma auto-ficção sobre a realização de um filme.

A RELIGIOSA PORTUGUESA seria o que, nestes processos…? Não uma auto-ficção, pois a dramaturgia do filme não conta necessariamente o ato de realização dele. O filme que vemos dentro do filme é um outro filme, ainda que ele seja relevante tal qual o filme do Gomes é para ele em si. Se é que isso é possível. Porém, seria então uma ficção sobre o ficcionar, uma ficção auto-fictícia? Estão lá, sempre, a equipe, povoando a cena, e o fato de que nos protagonizam atores do filme, e o Green em si. Ao contrário de lá, em que Miguel Gomes era apenas o Miguel Gomes, aqui eles são outros. Mas até certo ponto. E ficticio, eles se confundem com a ficção que encenam.

Obs: A Leonor Baldaque continua perfeita.

Anúncios

Read Full Post »

Sala vazia

DENTE CANINO é um filme grego. Mas não se enganem: é o pior filme de todos os tempos. A VILA refeito por um Haneke da vida, só que um sem nenhum talento. É uma parada surreal: não há nada que salva ele de ser inacreditável de merda. Além de feio a beça, com a luz branca no limite, os quadros rigidos que só aumentam o nível de rigor da escória do que se assiste. Chama-lo de doentio seria dar um interesse ao filme. Ele é simplesmente ruim. Ruim demais. Cassetadas na cabeça, animais mortos, patetismo intolerável, e sai da sala. É preciso saber que as vezes, mesmo uma atitude que julgo problematizável – todo filme em alguma instância merece ser visto – deve ser tomada, vi demais até.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: